Tempo de leitura: 3 minutos

Documento Educação Já Municípios: conheça propostas do Todos para Prefeitos e Prefeitas

|

Publicado originalmente em 04/10/2020

Desafios inéditos sobrepostos aos velhos conhecidos da área educacional, esse é o complicado quadro da Educação Básica que aguarda os gestores públicos que venceram o pleito das eleições 2020. Cenário que exige planejamento desde já, se quisermos impedir retrocessos e garantir o avanço da Educação e, consequentemente, a retomada de desenvolvimento do Brasil.

Para apoiar no processo de diagnóstico e planejamento, o Todos Pela Educação lançou a iniciativa Educação Já Municípios, que tem como base o documento de mesmo nome. Conheça abaixo, os principais pontos do material e, a seguir,  o documento na íntegra, que é um aprofundamento da agenda Educação Já*, lançada em 2018. Divulgue e qualifique o debate eleitoral em sua cidade!

  • Recomendações para curto e médio prazo

A suspensão prolongada das aulas somada ao efeito limitado de ensino remoto trará consequências negativas amplas e duradouras para a Educação Básica que exigirão, ainda na transição e primeiros meses de mandato 2021-2024, medidas imediatas focadas na retomada das atividades presenciais e redução dos impactos da pandemia na comunidade escolar. Por outro lado, o plano de governo dos gestores deve também contemplar, a partir da retomada adequada ao contexto da Covid-19, ações estruturantes de médio prazo, capazes de fazer a Educação municipal avançar de maneira sustentável. Tudo isso em no curto período de transição e em meio à escassez de recursos.

Para apoiar as novas gestões nesse planejamento desafiador, o Educação Já nos Municípios apresenta recomendações de políticas públicas separados em duas frentes: o enfrentamento dos efeitos imediatos trazidos pela pandemia e o fortalecimento de um sistema educacional de alta qualidade para todas as crianças. Informado nos mais recentes dados e evidências da literatura, o documento traz subsídios para a elaboração das agendas educacionais, mas que devem, sobretudo, ser adaptadas conforme a realidade local, com base em minuciosos diagnósticos.

++SAIBA COMO O PREFEITO OU A PREFEITA DE SUA CIDADE PODE PRIORIZAR A EDUCAÇÃO

  • Princípios de uma gestão municipal comprometida com a Educação 

Além das recomendações de políticas, o documento traz outros importantes materiais para ancorar o processo de formação de agendas no pleito de 2020: atribuições e responsabilidades dos municípios na Educação e suas fontes de financiamento, objetivos prioritários da gestão municipal no Ensino Básico, premissas que devem orientar gestores comprometidos com a qualidade educacional e, por fim, os principais características desejáveis a uma liderança política municipal comprometida com o avanço da Educação.

++ E O QUE SEU CANDIDADO PODE FAZER PARA APOIAR OS PROFESSORES DURANTE A PANDEMIA? DESCUBRA!

 

Entenda a iniciativa nos Municípios

Além do documento elaborado com a contribuição de 14 especialistas da área educacional, o Educação Já Municípios engloba outras ações a fim de colocar a Educação Básica na pauta do debate eleitoral 2020 e dar apoio às localidades no avanço sustentável da qualidade no Ensino Básico Público. Entres as principais ações estão: o Painel, que organiza dados educacionais dos municípios brasileiros para gerar relatórios customizados; e uma agenda de sabatinas online entre outubro e novembro com candidatos e candidatas às prefeituras de algumas das maiores capitais de diferentes regiões do País.

Clique aqui e baixe o documento completo

LEIA O RESUMO DO DOCUMENTO EDUCAÇÃO JÁ MUNICÍPIOS OU A ÍNTEGRA ABAIXO

EducacaoJa-NosMunicipios_TodosPelaEducacao_2-2

 

Conheça o Educação Já*

A iniciativa é um aprofundamento da agenda Educação Já, lançada em 2018. Liderada pelo Todos Pela Educação, cujo objetivo principal é subsidiar o poder público com diagnósticos detalhados e soluções concretas em sete temas estruturantes. De natureza suprapartidária, o esforço reúne diversos especialistas, educadores e organizações do campo educacional comprometidas com o avanço de políticas públicas informadas pelas evidências e pelas experiências de êxito.

 


6 Comentários para “ Documento Educação Já Municípios: conheça propostas do Todos para Prefeitos e Prefeitas”

  1. NELIA PAULA P COSTA diz:

    A Educação necessita de ações articuladas que causem impacto positivo no trabalho pedagógico.
    Os Profissionais da Educação precisam de urgente valorização através de POLITICAS PÚBLICAS focadas no ensino/ aprendizagem de qualidade para todos.
    Só assim, poderemos envolver a sociedade brasileira e obter melhores resultados na prática.

  2. ezio guilherme da silva diz:

    Vejo que é necessário ações amplas e de forma crescente, em todas as vertentes da educação: aluno, professor, estrutura física e material didático. Lembrando que o primeiro é o nosso alvo. Em vista disto, temos o aluno que sai mal formado, baixo rendimento no aprendizado, e todos sabemos que a educação no pais é de baixa qualidade e resultados ruins. Vejo que, com todo o respeito a classe dos professores, os nossos professores estão mal formados e desmotivados. Sempre aos gritos, “quero ser valorizado”, mas, infelizmente tenho que dizer os nossos professores estão entregando pouco aos nossos alunos. Lembrando também que o gasto público com a educação nos municípios é bastante alto com pouco resultado…

  3. LUIZ EDUARDO KUSTER DE AZEVEDO diz:

    As propostas não mudam ao longo de tempos, mesmo discurso, texto sem ação e força de mudança, não adianta dialogar só nos grandes centros, sendo que municípios pequenos não tem uma estrutura adequada nem para educação presencial que dirá agora nessa realidade que estamos vivendo, paįs sem educação, tributação sendo cobrado de quem tem pouco. Será que um dia isso mudará de verdade?

  4. Olá! O que poderia ser mais feito é, com a falta de segurança nas ruas… Objetivo aqui é cuidar da população em geral e gerar mais empregos de qualidade em todas as áreas. Conte comigo nessas eleições e vamos juntos!!!
    Rafael Assunção

  5. elane carvalho diz:

    Vamos partir do pressuposto de que vidas não poderão ser recuperadas, mas um ou dois anos de educação sim. Temos que focar em médios e longos prazos para que possamos avançar de maneira transitória e sustentável. Que sejam elaborados elementos que sejam adaptados à realidade de cada um de nossos alunos.

  6. José Paulo Lourenço diz:

    Olá, sou professor de educação fisica da extinta lei cem.desejo que a proposta de modificar o ensino no Brasil seja verdadeira e visual para o brasileiro, há de se mudar conceito de apenas repassar dados que em muitos casos são desmotivantes para professor e alunos,uma vez que não aplicarao tais ensinamentos.Ao professor deve-se coloca-lo em posição de mais respeito e capacita-lo sempre ,afim de poder repassar aulas inclusive para alunos com necessidades especiais, implantar laboratorios de informatica , quimica pois são quase ou nulos na maioria das escolas mineiras.alem de outras preocupações .
    GRATO JOSE PAULO LOURENÇO