#EducaçãoJá

Entenda a prioridade

“Professor: carreira e formação” é uma das 7 prioridades da iniciativa Educação Já!: medidas urgentes para o(a) futuro(a) presidente lançar mão já nos seus 100 primeiros dias de governo para começar o salto de qualidade que nossa Educação tanto precisa.

Nos primeiros 100 dias, propomos para o próximo governo:

Criar uma política nacional de valorização e profissionalização docente, que dê início a uma profunda ressignificação da carreira e das estruturas de formação inicial e continuada dos professores

DÚVIDA:

Por que o professor é prioridade?

Se melhorar o Brasil passa pela Educação, melhorar a Educação passa pelo professor. Literaturas e evidências do Brasil e do mundo mostram que professores bem preparados, engajados e com boas condições de trabalho são fatores essenciais para qualquer sistema possa oferecer educação de qualidade a seus alunos. Infelizmente, não é o que acontece em nosso país, e os números da Pesquisa Profissão Docente, que oferece um retrato atual e representativo sobre as opiniões dos próprios professores brasileiros, dão exemplos sobre o tamanho do desafio.

O que tem de mudar?

Muitos desafios pela frente

Se queremos mudar a realidade da carreira e formação docente no País, precisamos desencadear soluções que, ao mesmo tempo, melhorem a atratividade, seleção, preparo e motivação destes profissionais.

 

Os desafios são muitos, mas para facilitar o entendimento, resumimos aqui:

  • DESAFIOS

    Com salário pouco competitivo, baixo respeito social e condições de trabalho desfavoráveis, não é surpreendente que tantos professores não recomendem a própria profissão.

  • DESAFIOS

    A primeira formação dos professores está pouco voltada para a sala de aula. Por falta de preparo, muitos “se viram” como podem para preencher essa lacuna.

  • Muitos concursos de ingresso na área não exigem demonstração mínima de prática de sala de aula e os estágios não são usados de forma efetiva para apoiar o professor ingressante.

  • DESAFIOS

    Sem boa infraestrutura, materiais de apoio adequados e dedicação exclusiva, fica difícil trabalhar. Se é assim com toda profissão, por que seria diferente para o professor?

  • DESAFIOS

    Os atuais programas de formação das Secretarias raramente ajudam os professores na prática. Precisamos de políticas mais amplas, colaborativas e com mediações.

  • DESAFIOS

    A carreira docente precisa conectar o desenvolvimento profissional com a aprendizagem dos alunos. Professor e aluno precisam crescer juntos.

  • DESAFIOS

    Sem uma referência que deixe claro quais competências e conhecimentos os professores precisam ter (ou desenvolver), fica mais difícil mudar todo o restante.

  • DESAFIOS

    O recente marco regulatório do Conselho Nacional de Educação (CNE) - Resolução nº 2, de 1º de julho de 2015 - que rege a formação inicial e continuada aponta para o caminho certo, mas... ainda é genérico e pouco indutor.

Professores, estamos todos juntos!

Se você é docente ou familiar de professores, nos ajude a cobrar o próximo governo de tirar estas medidas do papel. Nós temos certeza: se elas forem colocadas em prática, vão representar uma nova fase para a sua vida e para a Educação de todo o Brasil.