#EducaçãoJá

Entenda a prioridade

“Efetivação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) em todas as redes de ensino é uma das 7 prioridades contidas no documento “Educação Já!: medidas urgentes para o(a) futuro(a) presidente aplicar já nos seus 100 primeiros dias de governo para começar o salto de qualidade que nossa Educação precisa.”

Nos primeiros 100 dias,
propomos para
o próximo governo:



Oferecer apoio e incentivo às redes para a implementação da BNCC da Educação Infantil e do Ensino Fundamental, de modo a garantir a oferta de recursos e programas pedagógicos essenciais em todas as redes de ensino.

DÚVIDA:

Mas o que é a BNCC?

A Base Nacional Comum Curricular é um documento que define o que toda criança e todo jovem brasileiro têm direito de aprender. Após 4 anos de discussão e 3 versões diferentes, o documento para as etapas da Educação Infantil e Ensino Fundamental (1º ano ao 9º ano) foi aprovado (a etapa do Ensino Médio ainda está em discussão). A BNCC, que tem caráter normativo e obrigatório, servirá de referência para que as redes de ensino, públicas ou particulares, construam ou reformulem suas propostas curriculares, materiais pedagógicos, avaliações e políticas de formação de professores.

 

ENTENDA COMO A BNCC FOI DESENVOLVIDA:

 

 

 

Por que efetivar a BNCC é prioridade?




Em um país com mais de 5 mil redes de ensino e mais de 48 milhões de estudantes, é fundamental definir o que todo aluno tem direito a aprender. Apenas definindo isso será possível tornar viável uma estratégia que garanta Educação de qualidade a todos no Brasil, do contrário não há como as diferentes políticas federais, estaduais e municipais pela Educação terem coerência umas com as outras e caminharem juntas na mesma direção. A BNCC é uma conquista da sociedade e não podemos deixá-la só no papel: precisamos implementá-la para realmente impulsionar a Educação em escala nacional.

Para a Educação Infantil

O avanço da BNCC significa uma oportunidade única de
melhorarmos consideravelmente as condições gerais dessa etapa, uma vez que em muitas redes ela é ofertada em níveis de qualidade inadequados e com baixa intencionalidade pedagógica. Precisamos lembrar que o acesso à cultura escrita desde a educação infantil pode ser fundamental para o processo de alfabetização das crianças no ensino fundamental.

Para o Ensino Fundamental

A introdução da BNCC representa um avanço relevante frente às propostas curriculares hoje existentes e concretiza um passo significativo em três pontos importantes. O primeiro deles está em estabelecer uma orientação detalhada sobre quais devem ser as competências e habilidades essenciais que todo aluno brasileiro tem direito de aprender. O segundo ponto, ela atua como alavanca para redução das enormes desigualdades educacionais observadas entre regiões, sistemas e escolas e, por último mas não menos importante, tem o poder de induzir o fortalecimento e maior coerência entre as diferentes políticas educacionais de cunho pedagógico.

O QUE
OS DADOS
MOSTRAM?




Cenário

Falta QUALIDADE nos recursos pedagógicos

Só 20% dos professores consideram seus materiais pedagógicos adequados para ensinar.

Cenário

E sobra
MUITA
desigualdade

No Sudeste, 65,8% dos alunos terminam a escola até os 19 anos. No Nordeste, apenas 45,1%.

Cenário

Com ela, há orientação

Ela define as competências e habilidades que todo aluno tem direito de aprender em qualquer escola que estiver.

CENÁRIO

Aumenta a coerência

Ela ajuda as redes a articularem melhor seus recursos, desde materiais, formações dos professores e até avaliações.

CENÁRIO

Reduz desigualdades

A Base pode diminuir as desigualdades educacionais que existem entre regiões, sistemas e escolas diferentes.

CENÁRIO

O que tem de mudar?

Como implementar a Base vai ajudar?

A Educação Infantil e Fundamental brasileiras tem muito a ganhar com a BNCC. No entanto, para ela ter o apoio que precisa, é muito importante esclarecer qual é seu uso e também o que ela não deve fazer.  

  • PAPEL DA BNCC

    Assim como as propostas pedagógicas das escolas, mas sempre com base nas habilidades e competências esperadas para cada fase.

  • PAPEL DA BNCC

    Com orientação objetiva, a formação inicial poderá ser mais efetiva e o professor em atividade terá mais clareza para aprimorar sua prática.

  • PAPEL DA BNCC

    Os materiais pedagógicos devem falar a mesma língua dos currículos e da formação docente, servindo de apoio (e não de entrave) para a aula.

  • PAPEL DA BNCC

    Sem a BNCC, muitas vezes as avaliações pouco ajudam o professor a orientar sua prática pedagógica. Se isso não andar junto, o que uma prova vai provar?

Uma Base para
um novo país

Implementar a Base Nacional Comum Curricular coloca a Educação do Brasil em sintonia com os desafios do século 21. E isso não só dentro da escola, mas também fora dela. Isso porque a Base vai além dos conteúdos mais tradicionais e também tem por objetivo desenvolver habilidades como autocontrole, estabilidade emocional e abertura para novas experiências -essenciais para formar cidadãos plenos e felizes. Por isso e muito mais, fazer a BNCC sair do papel é formar uma sociedade mais justa, democrática e inclusiva. É formar para uma nova vida.

Conheça as outras prioridades do Educação Já: