Marcos históricos - Todos Pela Educação

Marcos do nosso trabalho

Hoje
2020

Aprovação do Novo Fundeb 

Após anos de discussão, o novo Fundeb é aprovado. O modelo mais justo - com mais recursos para quem mais precisa - foi resultado direto da produção de conhecimento, incidência política e mobilização promovidas pelo Todos no tema.

2019

Diretrizes para a Formação dos Professores Brasileiros

São aprovadas as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCNs) para a Formação de Professores, primeiro passo em uma transformação na formação inicial docente, voltada para os desafios práticos do cotidiano escolar. O Todos participou ativamente no debate e contribuiu para o documento.

2018

Lançamento da iniciativa Educação Já!

Lançamos o Educação Já!, uma iniciativa suprapartidária e inédita que lideramos reunindo diversos especialistas, movimentos e instituições, com recomendações de políticas públicas urgentes a serem implementadas pelo poder público para darmos um salto de qualidade na Educação.

2016

10 anos de Todos

Ao completarmos uma década de existência, lançamos o “Educação: Agenda de Todos - A trajetória do Todos Pela Educação 2006-2016”.

Ato Todos Pela Educação no Congresso

Em celebração ao decênio de lutas do Todos, realizamos um ato de 10 anos do Todos no Congresso Nacional pela Educação Pública de qualidade, com a participação de alunos, professores, parlamentares, gestores públicos e organizações.

2015

5 Atitudes Pela Educação

Para apoiar e incentivar as famílias a darem maior suporte ao dia a dia escolar dos estudantes, lançamos a iniciativa "5 Atitudes pela Educação". Elaboramos, a partir dela, um material para estimular o diálogo entre crianças, jovens e seus familiares.

2014

Plano Nacional de Educação (2014-2024)
Após quase 4 anos de tramitação, o atual PNE foi aprovado no Congresso Nacional. Participamos ativamente na construção e debate das 20 metas do Plano.

2013

Observatório do Plano Nacional de Educação (PNE)

Enquanto o PNE (2014-2024) tramitava no Congresso Nacional, o Todos coordenou a criação do Observatório do PNE: um portal de monitoramento constante dos resultados do Plano - um dos precursores entre as plataformas de monitoramento e análise de dados da Educação.

2012

Prova ABC, do Todos, inspira avaliação nacional

A segunda edição da Prova ABC, com uma amostra maior e mais representativa do País e suas regiões, inspirou a construção da Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA), que chegou 2 anos depois, primeiro instrumento oficial para acompanhar a aprendizagem no início da trajetória escolar.

2011

5 anos de Todos

Ao completarmos cinco anos, lançamos o "Todos Pela Educação - 5 Anos, 5 Metas, 5 Bandeiras", que resume a trajetória da organização e as contribuições dos fundadores.

 

Primeiro diagnóstico de alfabetização

lideramos a iniciativa da Avaliação Brasileira do Final do Ciclo de Alfabetização (Prova ABC). Até então, o Brasil nunca tinha avaliado o nível de alfabetização das crianças no início do Ensino Fundamental. Mais um importante passo para aprimorar políticas de aprendizagem.

 

Criação da Reduca

Coordenamos a criação da Rede Latino-americana de organizações da Sociedade Civil pela Educação (Reduca) que articula instituições de 15 países. Essa construção foi um dos frutos do Congresso Internacional: Educação, uma agenda urgente, promovido pelo Todos neste mesmo ano.

2010

5 Bandeiras

Apresentamos 5 novos temas de trabalho do Todos, identificados como políticas-chave para o atingimento das 5 Metas:

  1. Formação e carreira do professor;
  2. Definição das expectativas de aprendizagem;
  3. Uso relevante das avaliações externas na gestão educacional;
  4. Aperfeiçoamento da gestão e da governança da Educação; e
  5. Ampliação da exposição dos alunos à aprendizagem.
2009

Educação obrigatória dos 4 aos 17 anos

O Todos incidiu junto ao poder público para instituir a Emenda Constitucional (EC) nº 59, que amplia a permanência na Educação Básica. Antes dela, a obrigação era dos 6 aos 14 anos.

 

Recursos menos limitados para a Educação

Outra vitória da EC 59 foi manter mais recursos federais por mais tempo para a Educação. Isso foi possível a partir da determinação do fim gradual da desvinculação das receitas da União sobre a Educação até sua extinção, em 2011.

2008

De Olho Nas Metas

Lançamento do primeiro relatório De Olho nas Metas de acompanhamento das 5 Metas do Todos, importante incentivo à cultura de monitoramento da Educação Básica pela sociedade.

2007

Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE)

A carta compromisso foi a base do PDE, lançado pelo MEC naquele ano. Seu maior indicador é o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), principal referência no acompanhamento do avanço na qualidade da Educação Básica brasileira.

2006

Lançamento do Todos Pela Educação

Apresentação da carta Compromisso Todos Pela Educação, que batizou a organização, e das 5 Metas do Todos para a Educação Brasileira, com prazo para 2022 - alusão aos 200 anos de Independência do Brasil.

Onde tudo começou
TOP